[...] Até que o lobo a cercou no beco impossibilitando-a de escapar de suas enormes garras e de seus enormes dentes afiados. Chapeuzinho já em seu estado de desespero, percebeu que não havia chances de fugir e acabou por desmaiar ali mesmo. O lobo, impressionado, perdeu toda sua postura de lobo mau e seu semblante passou a expressar preocupação por aquela garotinha de vestes vermelhas. Então ele a pegou ainda desmaiada, colocou em seus ombros e a carregou até a sua toca no meio da floresta. Quando chegou lá, colocou ela na cama e enquanto esperava que ela retornasse a consciência, começou a preparar uma saborosa sopa. Algumas horas mais tarde, Chapeuzinho acordou desnorteada e quando percebeu que estava, nada menos que na toca do Lobo, começou a gritar sem parar. O Lobo virou-se assustado e pediu pra que a garotinha se acalmasse e explicou que não faria nada de ruim a ela e serviu a sopa que havia preparado. Chapeuzinho ainda desconfiada perguntou-lhe o porquê daquilo tudo e o Lobo lhe respondeu: - ''Eu sou o guardião dessa floresta e preciso sempre verificar quem entra aqui, não era minha intenção lhe assustar, garotinha. E, além do mais, eu não tenho nenhum amigo, pois todos sentem medo de mim''. Chapeuzinho comovida, propôs a ele que fossem amigos, assim ela poderia lhe dar alguns doces e tortas, enquanto ele a protegia no percusso até a casa da sua vovozinha. O Lobo muito feliz com a sugestão não pensou duas vezes e aceitou a proposta. Os dois viraram grandes amigos desde então, ela sempre levava as deliciosas tortas da sua mãe para o Lobo e em troca, ele a protegia e lhe fazia companhia pela floresta a fora.
Enjoy the site? All donations are appreciated

Free Text Host is brought to you by Dagon Design
This site contains no adware, spyware, or popups
Questions? Comments?     Privacy Policy     Report abuse here