Deixa eu te contar uma história, querida mamãe.[/] Sabe aquele rapaz, ali, que você deve ter arranjado em uma balada, ou boate, ou bar qualquer? Claro que você se lembra dele, ele é seu marido agora.
Ah, mamãe, você se lembra também quando você me apresentou ele? Eu disse que tinha gostado dele, para agradar a senhora. Mas eu tive muito, muito medo dele. E a senhora ficou sabendo disso depois de um tempo, não é mesmo? Eu lembro de ter te contado.
"Mamãe, mamãe, eu tenho medo dele. Acho que ele quer me fazer mal." E você fez o que mesmo, mãe? Ah, sim, você disse que era bobagem, que eu iria amar ele com o tempo. Pois bem, eu odeio ele até hoje.
Huh? Está se perguntando do motivo, mamãe? Olhe para os meus pulsos. Olhe para as minhas costas, a minha barriga, minhas pernas. Está vendo esses machucados? Esses roxos que parecem permanentes na minha pele? Então, querida mamãe, foi o seu marido que fez isso comigo.
Quando você saia pra trabalhar, e eu implorava que ficasse, e você nunca ficava, seu maridinho se aproveitou da minha inocência. Ele aproveitou da minha pureza. E em troca, me deixou esses belos machucados. Ah, esses superficiais na minha pele são poucos se comparados ao machucado que tá aberto no meu coração. Ah, mamãe se soubesse o que eu passava nas mãos dele, acho que a senhora nunca mais olharia na cara dele...



Ou talvez não. Mamãe não se importa comigo de qualquer jeito, não é?
Enjoy the site? All donations are appreciated

Free Text Host is brought to you by Dagon Design
This site contains no adware, spyware, or popups
Questions? Comments?     Privacy Policy     Report abuse here