A chegada do inverno era inevitável, mas Fred não queria entrar naquela misteriosa casa. As portas gemiam sobre as enormes ondas de vento que ali passavam. O ronco das lâmpadas penduradas no teto da casa era absolutamente assustador.
Não havia alternativa. Era entrar ou morrer de frio ao lado de fora. Seus músculos se esfriavam cada vez mais, parecia que toda água presente em seu corpo estava congelando. Não sabia o que seria dele após os próximos 5 minutos.
Entrou e fechou a porta com grande precisão. Escutava as vozes do vento ao lado de fora. Consigo carregava uma lanterna, não que a usaria, mas sempre estava bem equipado para prosseguir. A primeira coisa que avistou, foi um pequeno cachecol no canto da cabeceira da cama. Ao lado do cachecol, havia pequenas fotos. Quando Fred se aproximou das fotos e do cachecol, algo muito estranho aconteceu ele ouviu barulhos vindo sótão como se fosse vozes dizendo para sair de lá mas, por hora resolveu ignorar e pensar que era apenas uma imaginação fértil de sua cabeça. Fred pegou o cachecol e enrolou em seu pescoço.
A casa por dentro fedia, a mobília velha e podre, as paredes estavam todas manchadas de sangue. O piso era de madeira e todo rachado. Diante da visão horrenda que era aquela casa Fred decidiu que era melhor ir embora. Se dirigindo até a porta principal da casa percebeu que a mesma estava trancada. O medo tomou conta de Fred, dentro de uma casa estranha sozinho e sem maneiras para sair dali, era tudo que ele não queria. Ele se perguntava a todo momento por qual motivo não pensou duas vezes antes de entrar naquela casa sombria.
Depois de alguns minutos sem ter o que fazer e para onde ir Fred decidiu que era melhor dormir e esperar a chegada do dia para assim encontrar uma maneira de sair da casa. No meio da noite Fred acorda e sente que alguém estava se deitando em sua cama, o escuro era total e não podia enxergar nada. Ele de forma ingênua pergunta quem era, mas a pessoa fica calada. Sentiu uma mão tocar o seu ombro e ele se apavorou o medo era tanto que ele não podia respirar, sabia que aquela mão não era de nenhum conhecido já que a casa não pertencia a ele, mas estava com muito medo para reagir, seu corpo entrou em choque e ficou paralisado.
De repente Fred sentiu uma adrenalina em seu corpo e decidiu que precisava ver quem estava ao seu lado ou se era apenas mais uma vez sua mente o enganando.
Quando se voltou para ver uma mulher se deparou com uma mulher de aparentemente 89 anos idade, ela estava ao seu lado dizendo para sumir de sua casa, no lugar dos olhos da idosa estavam somente os buracos. Fred gritou acordando toda a vizinhança, os moradores locais já sabiam da história da casa e dessa forma todos foram até lá para resgatar o menino que ainda estava traumatizado com as horas de terror em que viveu naquele lugar. Fred foi orientado a nunca mais voltar aquela casa. Outras pessoas não tiveram a mesma sorte que Fred.
Não se sabe ao certo a história da idosa que ali residia, a única certeza é que aquele lugar visitantes não é bem vindo.
Enjoy the site? All donations are appreciated

Free Text Host is brought to you by Dagon Design
This site contains no adware, spyware, or popups
Questions? Comments?     Privacy Policy     Report abuse here